Ford Escort SW GL 1.8 16v 1998
O Station Wagon da linha Ford

 

 

reportagem, fotos e testes realizados por Mark S., Editor de Testes FordHP

O Escort SW apareceu no mercado brasileiro de automóveis em 1997. Ele veio para suprir a falta de uma perua na linha Ford, que acabava de perder a Royale em função do fim da autolatina. Importado da argentina, a perua Ford apresenta um design sóbrio, de linhas clássicas que nada mudaram até hoje. 

É sob o capô que encontramos a principal virtude desse veículo. O moderno propulsor Ford Zetec 16v, 1.8L de 115 cv proporcionava ao veículo desempenho digno de esportivo e consumo abaixo da média. O câmbio é preciso e de engates suaves, a relação de engrenagens é longa e oferece ao motorista a possibilidade de trafegar com o motor em rotações baixas. 

 

O Escort Gl tem como principais ítens de série: Direção Hidráulica, aquecedor, preparação para som com antena e 4 alto-falantes, PATS (imobilizador eletrônico), cintos traseiros auto-retrateis, rodas de aço aro 14 e acabamento interno aveludado. O modelo avaliado ainda dispunha dos seguintes opcionais: vidro elétrico, trava elétrica, ar condicionado. Confira o teste nos tópicos abaixo.

Exterior:

Lançado no Brasil em 1983, o Escort mudou muito de lá para cá. O carro cresceu em seu comprimento, altura e largura e deixou de participar do segmento dos carros de entrada para se situar entre os médio-pequenos. A versão SW, lançada somente em 97 com o fim da autolatina, agradou com seu design de linhas clássicas desde o início de sua importação.

A frente do Escort SW não tem o aspecto agressivo que o gosto brasileiro aprova. Suas formas são suaves e arredondadas e caem mais ao gosto europeu. A grade é a oval que foi inserida em toda a linha até 1999. 

Quando se olha de lado pode-se ter noção do tamanho do carro: são 4,3m de comprimento. Para efeito de comparação a Marea Weekend é somente 20 cm maior. As laterais tem linhas retas e com poucas arestas e é atravessada por um vinco que começa no capo e continua na tampa traseira.

Estilo bem ao gosto Europeu, limpo e simples.

A tampa traseira é larga e oferece bom acesso ao porta-malas. As lanternas verticais e o pára-choque com depressão de altura no centro, permitem à tampa abrangir quase todo o vão do compartimento de bagagens, facilitando a vida do usuário. 

Interior:

Apesar do veículo avaliado ser uma versão básica, o Escort SW honrou a tradição ford, oferecendo um belo acabamento e interior. Os tons nos tecidos e plásticos são claros e transmitem sensação de espaço, mas aparentam manchas com mais facilidade, exigindo cuidado extra do proprietário.  Os revestimentos em tecido nos bancos e portas são aveludados e muito agradáveis ao toque. 


console do motorista

Painel e console:


painel de instrumentos

controles de ventilação


    - O painel é simples e de fácil leitura. Possui luzes espia ao redor dos instrumentos. A iluminação, de cor verde, é direta e eficiente. O hodômetro oferece leitura parcial e total, ambas analógicas. As informações contidas no painel são: Velocidade, temperatura da água e nível do combustível, faz muita falta no modelo o conta-giros.

   - O Console é de bom material e seus comandos estão muito bem posicionados, são de acionamento simples e prático. Os botões são grandes e bem indicados. A ressalva fica pelos botões do acionamento do vidro elétrico junto da alavanca do freio de mão. O acionamento requer um grande deslocamento da mão direita do motorista e muita prática para se acertar de primeira.
   
Espaço, Ergonomia, Conforto e Porta-malas:


tons claros e...

...forração aveludada

Aqui neste tópico moram as grandes virtudes do Escort SW. Vamos citar separadamente os pontos positivos e negativos nos parágrafos abaixo.

A ergonomia do Escort SW é boa. Mesmo com poucos ajustes para o motorista (somente ajuste de inclinação do encosto e distância) é fácil achar uma boa posição para dirigir. O volante tem boa pega e a direção hidráulica oferece grande leveza. O câmbio tem alavanca com boa altura e engates precisos. Os espelhos retrovisores, apesar do pequeno tamanho, oferecem através de suas lentes convexas, boa área de visibilidade. As colunas do veículo estão muito bem posicionadas e não atrapalham durante a condução. As colunas 'b' ainda oferecem regulagem de altura para o cinto de segurança.

O conforto no Escort SW Gl é bastante privilegiado. Os bancos se moldam muito bem ao motorista. Os bancos traseiros, oferecem soquetes para os fixadores dos cintos de segurança e encosto de cabeça para os passageiros nas laterais. O espaço para as pernas é bom.

Mas não são só o espaço e a maciez dos bancos que formam o conjunto do conforto. Em contra partida às virtudes acima, o veículo testado apresentou nível de ruído acima da média vindo da parte posterior do veículo. A suspensão se mostrou demasiadamente dura para a proposta do veículo e também apresentou ruídos durante o teste. A altura do veículo em relação ao solo é baixa e exige cuidado redobrado ao se passar por valetas e lombadas.

No todo, ao analisarmos ponderadamente as virtudes e defeitos em relação ao conforto, chegamos a conclusão que os defeitos apresentados podem ser facilmente sanados com pequenas manutenções que são merecidas ao se julgar a idade do carro na data do teste (5 anos). Portanto, avaliamos como muito bom o conforto oferecido pelo Escort SW.

O espaço e a qualidade dos tecidos agradam no Escort SW

O porta malas do Escort SW é bastante interessante em seus detalhes. O bagagito, tampa que cobre o seu interior, é auto retrátil e não precisa ser retirado do carro em caso de necessidade. No lado esquerdo do compartimento, existe um pequeno porta treco com alça para se guardar pequenos ítens essenciais, como o kit de primeiro socorros por exemplo. A tampa permite amplo acesso ao porta malas em função das lanternas traseiras serem verticais e do pára-choque ter uma depressão central. Ela tem alças em seus 2 lados para facilitar o seu fechamento e a sua abertura é por chave na própria tampa ou por acionamento interno por cabo, a alavanca fica ao lado do banco do motorista.


porta treco

bagagito que se abre...

... e fecha

O banco traseiro é bipartido e reclinável, mas seu assento não é rebatível. Infelizmente é uma característica Ford a não inserção do assento rebatível que poderia ampliar muito a capacidade de carga. O estepe fica sob o assoalho, necessitando a remoção quase que completa da bagagem para acessá-lo.

Notas do Editor:

O veículo apresentou boa média em todos os quesitos avaliados. O motor tem muito vigor e entusiasma.. ainda mais aliado ao câmbio longo que permite acelerações de 0-100 km/h com apenas a troca da 1a para a 2a marcha. Os ruídos internos realmente incomodam e parecem ser reclamação constante dos proprietários, que são levados a periodicamente ajustar a tampa traseira. OI consumo é totalmente adequado ao porte do veículo. Recomendo o veículo sem dúvidas, principalmente pelo seu ótimo custo/benefício.

 

Avaliações FORD HP - Início

www.fordhp.com.br