Características Técnicas
Dados informativos sobre mecânica e projeto do veículo:

Motor:
Duratec-HE
Cilindros: 4 cilindros em linha
Cilindrada: 2.0 L Válvulas: 16v
Taxa de Compressão: 10,0:1
Diâmetro dos cilindros: 87,5mm
Curso do êmbolo: 83,1mm
Módulo: Fic EEC-VI - Black Oak
Potência: 143 cv @ 6000 rpm
Torque máximo: 19,2 kgfm @ 4250 rpm

Dimensões:
Porta Malas: 363L
Tanque de Combustível: 54L
Peso: 1234 kg
Comprimento: 4240 mm
Largura: 1734 mm
Altura: 1672 mm
Distância entre eixos: 2490 mm

Câmbio:
1º 3,55:1
2º 2,05:1
3º 1,28:1
4º 0,95:1
5º 0,76:1
Diferencial 4,07:1

Pneus: 205/65R15 Pirelli Scorpion AT

Notas do Editor:

É brilhante o acerto empregado no EcoSport XLT 2.0 16v. O motor é muito elástico, entregando torque desde as rotações mais baixas. O câmbio, preciso, tem relações de marcha que proporcionam acelerações e retomadas dignas de um esportivo.

 

O acerto do motor é exemplar como deve ser o de qualquer motor atual, com subidas rápidas de giro e sem buracos de aceleração. O motor Duratec-HE, importado do México, é um dos mais modernos em uso no país. Tanto seu bloco quanto seu cabeçote são confeccionados em alumínio.
 

O plano de manutenção da linha Ford é exagerado. São exigidas revisões a cada 6 meses ou 10.000 km, o que ocorrer primeiro. A Ford deveria substituir as revisões de 6, 18 e 30 meses por simples trocas de óleo. É difícil entender o que aconteceu para que o período de troca de óleo do Rocam, que em seu lançamento era de 20.000 km ou 1 ano, fosse reduzido pela metade.

 

Os concessionários já não seguem o plano de manutenção, oferecendo diversos reparos não necessários, resta agora saber se os proprietários o seguirão, já que a Ford desde 2007 deixou de oferecer a cobertura de 3 anos contra imobilização, o Ford Mobility.

Avaliações FORDHP - Início
www.fordhp.com.br