Testes de Modificações Básicas

    Novamente em busca da otimização do desempenho do veículo, colocamos à prova mais um ítem que as lojas e "especialistas" recomendam para melhorar a performance do veículo: A retirada do catalisador de poluentes. 

     O catalisador de poluentes acelera diversas reações químicas entre substâncias que são produto da combustão do combústivel no motor. A sua eficiência na redução do índice de poluentes do veículo é altíssima e atualmente todos os veículos automotores são fabricados com esta peça. Salientamos aqui que é ILEGAL a remoção do catalisador. O veículo utilizado para o teste foi mais uma vez o  Ford Fiesta Glx 00, motor Zetec Rocam 1.6L, com 49.000 km rodados e em dia com todas as manutenções preventivas. O combustível era gasolina aditivada Petrobrás. Todos os testes de retomada foram aferidos com velocímetro digital e os de aceleração foram aferidos com velocímetro analógico, ambos NÂO AFERIDOS, portanto os números tem somente efeito comparativo. Conheça mais sobre o veículo neste link

1- A remoção do catalisador:
    Em moda nas grandes capitais, os "especialistas" dizem que o catalisador restringe severamente a saída dos gases de escape provocando perdas no rendimento do motor. O processo de remoção é bastante simples: basta apenas retirá-lo e substituí-lo por um cano reto ou um abafador. No nosso caso, utilizamos o abafador JK, que segundo o técnico que nos atendeu oferece restrição mínima e tem resultado tão bom quanto o cano reto.


catalisador instalado

abafador JK

    O serviço foi executado pela famosa casa - GIBA Escapes especiais, que inclusive fornece escapamentos para a Vectra Stock Car V8. Em função do grande volume de serviços, o atendimento é um tanto lento (foram necessárias 4 horas para o serviço). Conheça mais em www.giba.com.br


Loja para a execução do serviço

    Vamos aos testes. Todos os resultados foram aferidos no mesmo dia com poucas horas os separando, conforme ja foi dito, testes de retomada foram feitos com velocímetro digital, e de aceleração com velocímetro analógico.

Com catalisador Com abafador JK
Retomada 20-60 Km/h (2a marcha) 4,59s 4,66s
Retomada 40-70 Km/h (2a marcha) 3,65s 3,62s
0-100 km/h 10,46s 9,96s

    A remoção do catalisador trouxe ganho sensível no 0-100 km/h e praticamente manteve os números de retomada. Por ser uma modificação simples, e de baixo custo, os que buscam um pouco mais de desempenho serão atendidos, mas mais uma vez voltamos a lembrar sobre a ilegalidade da substituição. 

    Decidimos ainda testar se a remoção do filtro de ar ajudaria um pouco mais no desempenho. Para isso, comparamos somente os números de aceleração. Confira no quadro abaixo:

Com Filtro de ar Sem Filtro de ar
0-100 km/h 10,28s 10,34s

    Devido a diferença insignificante entre os desempenhos medidos, acreditamos que a substituição do filtro de ar comum por um esportivo não vale a pena, pois não trará qualquer ganho significativo ao veículo.

2- Complemento:
    O piloto de testes Mario Coutinho, colaborador Fiesta HP, nos enviou testes realizados em um Escort XR3 92, para efeito de comparação com nossos testes. Veja os resultados obtidos:

Com catalisador Cano reto
0-100 km/h 11,9s 11,3s
0-400 m 17,7s / 126 km/h 17,3s / 130 km/h
0-1000 m 33,4s / 158 km/h 32,7s / 161 km/h
Velocidade máxima 166,3 km/h 168,6 km/h
40-100 km/h (marchas) 10,0s / 195m 9,7s / 188m
40-100 km/h (3a marcha) 12,4s / 241m 12,3s / 240 m

    "Pelos números, a diferença de potência não passou de cerca de 10%. Quando o motor do carro foi refeito, foram medidos 90 cavalos exatos a 5.200 rpm, e de acordo com os números, estimamos algo entre 96 e 99 com a retirada do catalisador (pois ele restringe ligeiramente a saída dos gases)."

3- Conclusões:
    Ainda é cedo para afirmar se a remoção do catalisador é somente benéfica ao veículo. A proximidade dos resultados não nos permite concluir se realmente houve alguma melhora. Não aferimos ainda a influência da remoção do catalisador no consumo do veículo e ainda é necessário verificar qual o preço de sua consciência, pois zelar pela preservação do meio ambiente é obrigação de todos.

Voltar
20/02/2002 - Fiesta HP