Ford e GM fazem em conjunto nova transmissão

A Ford Motor Company e a General Motors Corporation anunciaram dia 19 que estão investindo 720 milhões de dólares em três de suas fábricas, com vistas a produzir uma nova transmissão automática de seis marchas, conjuntamente desenvolvida para automóveis de passeio e SUVs de tração dianteira e de tração nas quatro rodas. As plantas envolvidas serão as de Van Dyke, em Sterling Heights, estado de Michigan, e Sharonville, estado de Ohio, por parte da Ford, e de Warren, Michigan, por parte da GM. A Ford está investindo 370 milhões de dólares, e a GM 350 milhões.

A nova automática de seis marchas garante cerca de 4% de economia de combustível em relação às atuais quatro marchas, e começará a ser manufaturada nas três fábricas em 2006. A planta de Van Dyke construirá os componentes principais e montará a transmissão, a de Sharonville, que é um centro de excelência para usinagem de engrenagens, produzirá as engrenagens para as caixas da Ford. A de Warren produzirá todos os componentes e montará as caixas para os veículos da GM.

A nova caixa vem garantir a manutenção de mil e duzentos empregos, 400 em Van Dyke, 250 em Sharonville e o restante em Warren. Dave Szzupack, vice-presidente das operações de trem de força da Ford, é enfático ao dizer que caixas automáticas de seis marchas são o futuro. Elas ajudam a otimizar a potência, a suavizar a operação e a diminuir o consumo. É por isso que vão se tornar mais prevalente. Vinte e cinco anos atrás, o americano médio estava dirigindo um carro com uma caixa automática de três marchas, e esta é uma tendência que deve ser notada.

O trabalho conjunto de duas das maiores montadoras do mundo trouxe vantagens de cortes de custos e de rapidez de desenvolvimento. Cada uma delas vai integrar a nova caixa a seus próprios veículos, de forma que sempre haverão diferenças.

A planta da Ford em Sharonville foi inaugurada em 1958, tem cerca de 240.000 m² de área construída e emprega 2.200 pessoas, que constróem caixas automáticas de quatro e cinco marchas para sedãs e SUVs de tração traseira para as marcas Ford, Mercury e Jaguar. Em novembro passado, anunciou um investimento de 155 milhões para a produção de engrenagens para uma nova caixa para tração traseira de seis velocidades, com início em 2005.

A planta da GM em Warren existe desde 1960, tem mais de 200.000 m² e emprega quase 1.700 pessoas, produzindo caixas automáticas para tração dianteira, estampos para transmissões e conversores de torque para carros e caminhões leves.

A da Ford de Van Dyke inaugurou em 1968, tem praticamente o mesmo tamanho da de Warren, emprega 1.900 pessoas e constrói caixas automáticas de quatro marchas para os Ford Focus, Taurus e Freestar e para o Mercury Sable.

Fonte: Canal Dana
Publicação: Ygor - Staff FiestaHP

Voltar
23/01/2004 - Fiesta HP