Ford Prevê Mercado de 2 Milhôes em 2007

 

          

      Durante seminário realizado segunda-feira (24) em São Paulo, o presidente da Ford América do Sul, Antônio Maciel Neto, foi o que apresentou a projeção mais otimista para até 2007: mercado interno de 2 milhões de veículos e exportações de 500 mil unidades. Pode até parecer estranho, devido ao cenário atual, mas é com esses olhos que Maciel enxerga o futuro.
      Segundo ele, este seria o volume ideal para garantir sustentabilidade para a indústria automobilística nacional e atrair maiores investimentos. Mas para que isso aconteça, segundo Maciel, todas as empresas que compõem a industria automobilística brasileira tem de caminhar juntas. O executivo pediu maior integração entre toda a cadeia e o Governo e descartou planos de curto prazo como, por exemplo, as reduções provisórias de IPI. Para ele, redução da carga tributária, melhoria da renda e melhores opções de financiamento, com juros mais baixos, são necessidades de primeira instância. Apesar da péssima situação, Maciel informou que a montadora obteve lucro no primeiro trimestre do ano, o primeiro desde o fim da AutoLatina. Para explicar o resultado, o executivo foi enfático: "A participação de mercado não deve ser disputada a qualquer preço. Claro que participação no mercado é importante, mas rentabilidade também."
      Atualmente a Ford possui 11,5% do mercado nacional de veículos. Questionado sobre possíveis investimentos na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) - onde são produzidos os modelos Ka, Courier e Fiesta Street - para a fabricação de nova família Ka, Maciel desconversou, mas deixou no ar a viabilidade do negócio. O executivo também confirmou a chegada do primeiro automóvel da marca com tecnologia bicombustível para o segundo semestre, porém não revelou qual será o modelo. Entretanto, rumores do setor automotivo dão conta de que será o Fiesta 1.6.

 

Fonte: Canal Dana
Publicação: Ygor - Staff FiestaHP

Voltar
28/05/2004 - Fiesta HP