FORD GT 2005 ATINGE 330 KM/H E TORNA-SE

UM DOS SUPERESPORTIVOS MAIS VELOZES DO MUNDO

 

 

O Ford GT 2005, que será produzido na fábrica da Ford em Wixom, nos Estados Unidos, a partir do segundo semestre deste ano, tornou-se este mês o carro de produção em série mais veloz já produzido pela Ford, ao atingir a velocidade certificada de 330 km/h em testes realizados no campo de provas de Nardo, na Itália. Com isso, ele dá continuidade à tradição do Ford GT40, o primeiro carro de corrida a quebrar a barreira dos 320 km/h no legendário circuito de Le Mans, o qual venceu em 1966 e nas três temporadas seguintes.

“O desempenho do Ford GT atingiu o nível de carros superesportivos que custam de três a quatro vezes mais caro e atendeu a todos os objetivos de engenharia e qualidade estabelecidos”, afirmou John Coletti, diretor do time de veículos especiais (SVT) da Ford. “Isso não é um feito comum, mas um caso exemplar que mostra a paixão e o talento presentes na Ford”, destacou.


                                                         

Marca histórica

            “A Engenharia da Ford mais uma vez se superou e esta é uma conquista importante, que coloca o Ford GT entre os grandes carros esportivos da história”, disse Coletti. O time de engenheiros levou dois carros ao campo de provas de Nardo para avaliações de estabilidade em alta velocidade e testes de durabilidade do conjunto motriz. A aerodinâmica e a estabilidade em alta velocidade foram focos principais da engenharia desde o início do programa, quando um GT40 original foi testado no túnel de vento.

            “Dirigir o Ford GT a velocidade de 330 km/h foi extremamente tranqüilo, o que é muito positivo”, disse Mark McGowan, supervisor de dinâmica veicular que atuou como piloto nos testes. “Conseguimos rodar na pista oval de 13 km com o pé no chão, nessa velocidade, mantendo total confiança, estabilidade e controle do carro”, disse.

            O motor V8 Supercharger DOHC de 5.4 litros e 550 cv também foi posto à prova. O time de engenharia realizou um teste de 800 km na faixa de velocidade máxima para comprovar a força e resistência do conjunto motriz. O motor mostrou forte aceleração durante todo o percurso, em velocidades de até 330 km/h, e passou pela avaliação de durabilidade sem nenhum problema.

 

Fonte e Fotos: Imprensa Ford
Publicação: Ygor - Staff FiestaHP

Voltar
15/06/2004 - Fiesta HP